Delegue melhor tocando reco-reco

por Bruno Blankenburg

Bruno Blankenburg: Delegue melhor tocando reco-recoSim, para delegar ações com eficiência precisamos tocar reco-reco. Calma, não estou falando do instrumento de percussão, mas da importância do reconhecimento e da recompensa para quem quer motivar outras pessoas a fazer ações por ela.

A parte da recompensa parece tranquila, é só pagar bem que os outros vão fazer o que você quiser, da forma como desejar. Na prática não é bem assim. Primeiro porque só a questão financeira não motiva por si só, tanto que alguns profissionais trocam de emprego, até mesmo para receberem menos.

Segundo porque os recursos financeiros costumam ser escassos. Aqui cabe a criatividade para oferecer vantagens – sempre buscando manter uma relação de ganha-ganha. Quando eu era adolescente, por exemplo, lavava o carro da família com muita alegria e disposição, pois sabia que, em troca, meu irmão levaria a mim e  a meus amigos aonde quisséssemos. Mas como disse antes, a recompensa sozinha não é o suficiente ao delegar ações.

Por isso é essencial o reconhecimento. Eu me lembro bem quando era estagiário e me pediram pela primeira vez para fazer café. Até então nunca tinha feito essa bebida, pois sempre preferi o achocolatado. Então me ensinaram e passei a preparar o café para o pessoal do escritório.

Ficava superorgulhoso quando me elogiavam. Sentia que. ,mesmo que com uma tarefa simples,  estava sendo útil e realmente fazendo alguma diferença para a equipe.

Esse e outros acontecimentos me mostraram a importância de reconhecer o trabalho e o esforço dos outros. São gestos simples e cotidianos que criam na equipe um clima harmonioso de trabalho, no qual cada um excerce com prazer as ações delegadas.

Mas ficar elogiando sem dar nada em troca também não é o suficiente e logo vão trocar para um trabalho que seja melhor remunerado.

Por isso é importante equilibrar os dois tocando reco-reco. Pode parecer fácil, como tocar o instrumento. Mas na verdade nem no caso do instrumento é tão simples como parece, que o diga o percursionista Carlos Stasi, especialista em reco-reco.

Infelizmente não há escolas que nos ensinem a tocar o “Reconhecimento e Recompensa”, então temos que aprender na prática mesmo, no dia-a-dia de nossas empresas e nas redes sociais (on e offline), trocando experiências. Então aproveite e deixe um comentário sobre como você costuma tocar reco-reco para sua equipe.

About these ads

0 Responses to “Delegue melhor tocando reco-reco”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Arquivos


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.